Axé

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Aniversário do meu silêncio

Meu silêncio faz aniversário
Mês a mês vou comemorar
Pra ver mais depressa
Esse tempo passar.
Nesse ano, não vai ter festa
Só uma taça arriscar
A música é minha
O par de lentes
dança ao luar
Já que descalcei
a ferradura de amar
Se nessa meia noite
Eu jerimum não virar
Me leve pelas unhas
Para qualquer lugar
Um dia teu choro
Irá me lavar
E no fim do cantar,
Calejadas pegadas
Já estou vendo ensaiar
Tanto à margem caminhar
na esperança de me encontrar.

2 comentários:

  1. Estes versos tem a beleza singela de um flor na janela.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns. Não anda á procura de uma passagem aérea?

    ResponderExcluir